Órgão positivo

É um órgão pequeno, com tubos leves e menores e possível de ser movimentado.

Órgão positivo alemão (séc. XVII)
Musical Instruments Museum (MIM) - Bruxelas - Bélgica


Como funciona?

Seu funcionamento se dá da mesma maneira que o do grande órgão de tubos. Seus sons são emitidos através da passagem do ar sob pressão por dentro de seus tubos, que tem seu mecanismo acionado pelos teclados.

Um pouco de história...

Um dos relatos mais antigos que fazem referência aos órgãos no Rio de Janeiro são os encontrados no Mosteiro de São Bento, datados de 1562. Trata-se da aquisição de um órgão positivo por 45$320 réis.

No século XVIII, em 1786, durante as comemorações do casamento dos infantes D. João e D. Carlota Joaquina realizadas nos arredores do Passeio Público no centro da cidade, um órgão positivo com seu organista e foleiro compunham o último carro alegórico do desfile.

De Minas Gerais tem-se um exemplar sobrevivente do período colonial. Trata-se de um órgão positivo em forma de armário, com 223 tubos, e que pelo uso de materiais locais conclui-se que tenha sido construído na região de São João del Rei onde foi instalado e se encontra até hoje.


Órgão positivo provavelmente de construtor brasileiro (segunda metade do séc. XVIII)
Museu Regional de São João del Rei - MG