VI Circuito BNDES Musica Brasilis

29/10/2015

VI Circuito BNDES Musica Brasilis une música clássica e tecnologia com projeções do designer Muti Randolph

A 6ª edição do circuito homenageia Mário de Andrade e Edmundo Villani-Côrtes com espetáculos cênico-musicais no Rio de Janeiro e em São Paulo, e outras seis cidades
 

Única série de espetáculos multimídia voltada exclusivamente aos repertórios brasileiros de todos os tempos, o Circuito BNDES Musica Brasilis une música clássica, teatro e a tecnologia em uma homenagem especial a dois grandes nomes da cultura brasileira: Mário de Andrade e Edmundo Villani-Côrtes.

Com patrocínio do BNDES, o Circuito percorre oito cidades ao longo de quatro meses. No Rio de Janeiro (20/8) o espetáculo contará com projeções assinadas pelo videoartista Muti Randolph, que já apresentou seu trabalho no Coachella, o maior festival americano de música alternativa, e foi responsável pelo premiado projeto de design, iluminação e som do clube paulistano D-Edge. As imagens serão inspiradas pelas formas geométricas presentes no trabalho de artistas plásticos modernistas como Candido Portinari, Lasar Segall e Cícero Dias e se movimentam de forma sincronizada com a música, transcendendo o formato habitual de concertos, como em um show de rock. No palco, o ator Pascoal da Conceição, que já reviveu Mário de Andrade nas minisséries “JK” e “Um Só Coração”, da Rede Globo, interpretará textos emblemáticos do poeta sobre a música.

Idealizado e dirigido pela cravista e pesquisadora Rosana Lanzelotte, o Circuito também passa por Manaus (11/8), João Pessoa (29/8), Campina Grande-PB (30/8), Cabedelo-PB (31/8), São Paulo (7/10) e Juiz de Fora (29/10) com três espetáculos diferentes. No Rio de Janeiro, o evento será realizado na Sala Cecília Meireles (20/8) e no auditório do BNDES (16/9) com o programa “De Bach às Bachianas”, que inclui peças de Villa-Lobos e de J. S. Bach, fonte de inspiração para as Bachianas, das obras brasileiras mais conhecidas em todo o mundo..

Em alguns dos espetáculos, o escritor Mário de Andrade será lembrado pelos 70 anos de seu falecimento por meio de canções sobre seus poemas compostas por Villani-Côrtes, que em 2015 celebra 85 anos.

“Mário de Andrade escreveu sobre todas as facetas da música e com tal qualidade que é um prazer passear pelos textos e repertórios que vão desde Bach até as Bachianas de Villa-Lobos, passando pelas modinhas e lundus, maxixes e tangos. A parceria entre Villani-Côrtes e Mário de Andrade se concretiza nas canções dele sobre o poeta”, destaca Rosana Lanzelotte.

Os espetáculos contarão com a presença de grupos orquestrais como a OCA (Orquestra de Câmara do Amazonas) e projetos que têm como foco o aprimoramento de jovens talentos, como o PRIMA (Programa de Inclusão através da Música e das Artes da Paraíba). Em Juiz de Fora, terra natal de Villani-Côrtes, o compositor se apresenta junto aos músicos. Esta será a primeira vez no Circuito em que um dos homenageados sobe ao palco para tocar.

O VI Circuito BNDES Musica Brasilis é patrocinado pelo BNDES, com apoio da Sala Cecília Meireles e da Rádio Roquette Pinto. O Circuito é uma realização do Instituto Musica Brasilis, Ministério da Cultura e BR.

Resgate e difusão de partituras

Em ação complementar, é realizado o resgate e difusão de partituras dos repertórios, apresentados nos espetáculos, disponibilizados através do portal (http://www.musicabrasilis.org.br). Para esta edição, estarão disponíveis gratuitamente todas as partituras das Modinhas Imperiais, recolhidas por Mário de Andrade e por ele editadas em 1930, além de diversas peças inéditas de Edmundo Villani-Côrtes, um dos artistas mais procurados do portal desde a sua criação, em 2009.  Hoje são mais de 1500 partituras de 200 compositores brasileiros catalogados no portal.

Casa do Saber

Em paralelo aos espetáculos, o Circuito BNDES Musica Brasilis promoverá uma mesa redonda na Casa do Saber, Rio de Janeiro, no dia 12 de agosto. Ainda como parte das homenagens ao escritor e pesquisador Mario de Andrade, o debate será temático e vai contar com a presença do compositor e professor José Miguel Wisnik, do musicólogo Manoel Correa do Lago e da diretora do Circuito, Rosana Lanzelotte. Todos são grandes leitores e pesquisadores do trabalho do poeta.

A mesa redonda “Mario de Andrade e a música” irá discutir sobre o trabalho do escritor e suas reflexões sobre a música produzida no país, desde o folclore até o que de mais moderno se fazia em sua época.

Mais informações em:

http://rj.casadosaber.com.br/cursos/a-doce-musica-de-mario-de-andrade/mais-informacoes


Programação

 

Dia 11 de agosto, terça-feira, 20h

Local: Teatro Amazonas – Manaus (AM)

Avenida Eduardo Ribeiro, Centro, Manaus – AM – Tel: (92) 3622-1880

Lotação: 701

Ingressos: Entrada gratuita

Classificação: Livre para todos os públicos

Artistas: Orquestra de Câmara do Amazonas, Marcelo de Jesus (Regência)

Programa: Villa e Villani - Obras de Heitor Villa-Lobos e Edmundo Villani-Côrtes

Narração: Pascoal da Conceição

Cenário: Dani Ferrari

 

Dia 12 de agosto, quarta-feira, 20h

Local: Casa do Saber – Rio de Janeiro (RJ)

Av. Epitácio Pessoa, 1169 - Ipanema, Rio de Janeiro – RJ. Tel: (21) 2227-2237

Lotação: 70

Ingressos: Entrada gratuita

Classificação: Livre para todos os públicos

Palestrantes: José Miguel Wisnik, Manoel Correa do Lago e Rosana Lanzelotte.

Programa: Mesa redonda - Mario de Andrade e a música

 

Dia 20 de agosto, quinta-feira, 20h

Local: Sala Cecília Meireles – Rio de Janeiro (RJ)

Rua Teotônio Regadas, 26 - Lapa, Rio de Janeiro – RJ. Tel: (21) 2332-9223

Lotação: 835

Ingressos: R$ 40,00 e R$ 20,00 (meia para idosos e estudantes)

Bilheteria: www.ingresso.com

Classificação: Livre para todos os públicos

Artistas: Rosana Lanzelotte (pianoforte), Marília Vargas (soprano), Marcus Ribeiro (violoncelo), Rômulo Barbosa (flauta) José Batista Junior (clarineta), Tony Botelho (contrabaixo).

Programa: De Bach às Bachianas

Narração: Pascoal da Conceição

Cenário: Muti Randolph e Dani Ferrari

 

Dia 29 de agosto, sábado, 18h30

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira - João Pessoa (PB)

Espaço Cultural José Lins do Rego – Rua Abdias Gomes de Almeida, 800. Tel (83) 3211-6200

Lotação: 570

Ingressos: Entrada gratuita

Classificação: Livre para todos os públicos

Artistas: Orquestra PRIMA (Programa de Inclusão através da Música e das Artes), Alex Klein (Regência)

Programa: Villa e Villani - Obras de Heitor Villa-Lobos e Edmundo Villani-Côrtes

Cenário: Muti Randolph e Dani Ferrari

 

Dia 31 de agosto, segunda, 18h

Local: Teatro Santa Catarina - Cabedelo (PB)

R. Pastor José Alves de Oliveira – Centro, Cabedelo – PB. Tel: (83) 3250-3240

Lotação: 150

Ingressos: Entrada gratuita

Classificação: Livre para todos os públicos

Artistas: Orquestra PRIMA (Programa de Inclusão através da Música e das Artes), Alex Klein (Regência)

Programa: Villa e Villani - Obras de Heitor Villa-Lobos e Edmundo Villani-Côrtes

Cenário: Muti Randolph e Dani Ferrari

 

Dia 1 de setembro, terça, 19h

Local: Teatro Municipal Severino Cabral – Campina Grande (PB)

Ingressos: Entrada gratuita

Classificação: Livre para todos os públicos

Artistas: Orquestra PRIMA (Programa de Inclusão através da Música e das Artes), Alex Klein (Regência)

Programa: Villa e Villani - Obras de Heitor Villa-Lobos e Edmundo Villani-Côrtes

Cenário: Muti Randolph e Dani Ferrari

 

Dia 16 de setembro, quarta-feira, 19h

Local: Auditório do BNDES – Rio de Janeiro (RJ)

Av. República do Chile, 100 - Centro, Rio de Janeiro – RJ. Tel: (21) 2220-0316

Lotação: 420

Ingressos: Entrada gratuita

Classificação: Livre para todos os públicos

Artistas: Rosana Lanzelotte (pianoforte), Marcus Ribeiro (violoncelo), Rômulo Barbosa (flauta)

Programa: De Bach às Bachianas

Narração: Pascoal da Conceição

Cenário: Muti Randolph e Dani Ferrari

 

Dias     7 de outubro, quarta-feira, 20h30 - Sala Jardel Filho
            9 de outubro, sexta-feira, 14h (concerto didático) - Sala Adoniran Barbosa
Local: Centro Cultural São Paulo – São Paulo (SP)
Ingressos: ingressorapido.com.br
Classificação: Livre para todos os públicos
Programa: De Bach às Bachianas
Artistas: Rosana Lanzelotte (pianoforte), Marcus Ribeiro (violoncelo), Rômulo Barbosa (flauta), Batista Jr. (clarineta)
Participação: Marília Vargas (soprano)
Narração: Pascoal da Conceição (como Mário de Andrade)
Cenário multimídia: Muti Randolph e Dani Ferrari
 

Dia 29 de outubro, quinta-feira, 20h

Local: Cine Theatro Central - Juiz de Fora (MG)

Praça João Pessoa, S/N - Centro, Juiz de Fora – MG. Tel: (32) 3215-1400

Lotação: 1851

Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada)

Classificação: Livre para todos os públicos

Artistas: Edmundo Villani-Côrtes, Lício Bruno (barítono), Cláudia Marques (piano), Luis Leite (violão), Pascoal da Conceição (narrador)

Programa: Música, doce Música

Narração: Pascoal da Conceição

Cenário: Muti Randolph e Dani Ferrari

 

Concertos didáticos

3/7  10h           Igreja da Matriz (Paraty)      

20/8 15h          Sala Cecília Meireles (Rio de Janeiro)

9/10 14h          Centro Cultural São Paulo (São Paulo)

 

Repertórios dos espetáculos

 

De Bach às Bachianas

Mário de Andrade – fragmento de Na Sombra das moças brasileiras (1925)

J.S. Bach – O Cravo bem Temperado – Prelúdio nº 1 (BWV 846)

H. Villa-Lobos – O Ginete do Pierrozinho (apresentado na Semana de Arte Moderna)

 

Mário de Andrade - fragmento da crítica sobre Amazonas (1930)

H. Villa-Lobos - Sonhar

J.S. Bach – Preludio vol. I nº 8 (BWV 883) (transcrição de Villa-Lobos)

H. Villa-Lobos - Melodia Sentimental

 

Mário de Andrade - fragmento da crítica Villa-Lobos (Diário Nacional, 2/7/1930)

J.S. Bach - Fuga Vol. I, nº 10 (BWV 855) (transcrição de Villa-Lobos)

H. Villa-Lobos -  A Lenda do caboclo

 

Mário de Andrade - fragmento da crítica As Bachianas (1938) 

J.S. Bach – Prelúdio vol. II, nº 14 (BWV 883) (transcrição de Villa-Lobos)

H. Villa-Lobos – Modinha (da Bachiana nº 1)

 

Mário de Andrade - fragmento da conferência O Artista e o Artesão (1938)

H. Villa-Lobos - O trenzinho do Caipira (da Bachiana nº 2)

H. Villa-Lobos – Modinha (da Bachiana nº 5)

 

 

Música, doce música

Mário de Andrade – fragmento de Na Sombra das moças brasileiras (1925)

Cândido Ignacio da Silva - Lá no Largo da Sé Velha

Anon (séc. 19) - Róseas flores d’alvorada

Anon (séc. 19) - Lundum

J. Francisco Leal - Esta noite

 

Mário de Andrade - fragmento da crítica Villa-Lobos (Diário Nacional, 2/7/1930)

H. Villa-Lobos

Choros nº 1 (violão)

Modinha (poema de Manuel Bandeira)

Viola Quebrada (poema de Mário de Andrade)

 

Mário de Andrade - fragmento da conferência O Artista e o Artesão (1938)

E. Villani-Côrtes

Rua Aurora (poema de Mário de Andrade)

Quando eu morrer (poema de Mário de Andrade)

Alma minha (poema de Luiz Vaz de Camões)

Improviso (piano)

Se procurar bem (poema de C. Drummond de Andrade)

 

 

Villa e Villani

Mário de Andrade – fragmento de Na Sombra das moças brasileiras (1925)

H. Villa-Lobos – Bachiana nº 9

 

Mário de Andrade - fragmento da crítica Villa-Lobos (Diário Nacional, 2/7/1930)

H. Villa-Lobos -  Ciranda das Sete Notas

 

Mário de Andrade - fragmento da crítica As Bachianas (1938) 

H. Villa-Lobos – Modinha (da Bachiana nº 1)

 

Mário de Andrade - fragmento da conferência O Artista e o Artesão (1938)

E. Villani- Côrtes           Luz

Cinco Miniaturas

Sobre o Circuito BNDES Musica Brasilis


Criado em 2009 pela cravista e pesquisadora Rosana Lanzelotte, o Circuito BNDES Musica Brasilis é a única série de espetáculos multimídia voltados exclusivamente aos repertórios brasileiros de todos os tempos. Ao longo de cinco edições, o Circuito BNDES Musica Brasilis realizou mais de 100 espetáculos em 15 cidades por todo o Brasil, com mais de 30 mil espectadores. A difusão pela TV Brasil levou alguns dos espetáculos a mais de 200 mil pessoas. O projeto é a primeira iniciativa no país em que repertórios clássicos são contextualizados com imagens. Ao longo dos anos, já se apresentaram no evento nomes como Antonio Meneses, Fabio Zanon, Fernando Portari, Jacques Ogg, Wilbert Hazelzet e Quinteto Villa-Lobos. Os atores Mateus Solano e Antonio Calloni participaram das duas últimas edições.


Sobre os compositores homenageados


Mario de Andrade (1893-1945): Poeta, escritor, musicólogo e folclorista, atuou intensamente na área musical. Nos livros Ensaio sobre a música Brasileira (1928), publicado no mesmo ano em que Macunaíma, Compêndio da História da Música (1929) e Música, Doce Música (1933), Música do Brasil (1941), além de inúmeras críticas, refletiu sobre o fazer musical, desde o folclore - foi um dos primeiros no país a debruçar-se sobre o tema - até o que de mais moderno se fazia em sua época. Foi um dos integrantes do “Grupo dos Cinco” da Semana de Arte Moderna, em 1922.

Edmundo Villâni-Cortês (1930): Pianista, compositor e doutor em música pela Universidade de São Paulo. Seu catálogo contém mais de 200 obras. Foi três vezes apontados pela A.P.C.A (Associação Paulista de Criticos de Arte) como o melhor compositor do ano, em 1990, 1995 e 1998, respectivamente pelo Ciclo Cecília Meireles, Postais Pauistanos e Concerto para vibrafone e orquestra. Dentre suas obras para orquestra destaca-se a Lenda do Caipora. Foi eleito membro da Academia Brasileira de Música em 2014.