Espineta

É um instrumento da família do cravo, porém de dimensão menor e formato diferente. As cordas ficam em posição inclinada em relação ao teclado.

Espineta de John Player (séc. XVII) - Victoria and Albert Museum - Londres - Inglaterra

Como funciona?

Possui o mesmo mecanismo de funcionamento que o cravo, ou seja, o som é produzido através de martinetes que pinçam ou beliscam suas cordas.

Um pouco de história...

A espineta, assim como os cravos, normalmente era importada para o Rio de Janeiro. Em fins do século XVIII a Nova Pauta para Alfândega do Rio de Janeiro fixava os preços de “cravos mais pequenos ou espinetas a 11$200 réis”.

O único exemplar sobrevivente de uma espineta portuguesa encontra-se atualmente no Museu Imperial (Petrópolis, RJ). Do construtor Mathias Bosthem, de 1785, o instrumento pertencia a José da Cunha Porto e foi doado à Escola Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, em 1902, que mais tarde o transferiu para o local onde está hoje. A imagem do instrumento é a que ilustra o alto desta página.

Assista ao vídeo de Rosana Lanzellote tocando um trecho da Sonata de João de Souza Carvalho nesta espineta.